Início > Destaques > Fazendo contas sem calculadora – Parte I

Fazendo contas sem calculadora – Parte I

Vou publicar alguns posts falando da importância de fazer cálculos mentais sem calculadores, mostrando alguns problemas que podemos encontrar no dia a dia.

Os primeiros são extraídos do artigo de Geraldo Ávila publicado na “Coleção Explorando o Ensino”.

Vamos fazer contas de Subtrair de cabeça

Isso mesmo, vamos começar com problemas que podemos resolver “na hora”, quando estamos no meio de uma conversa e não dispomos de lápis e papel, muito menos de calculadora. É o que se costuma dizer: fazer as contas “de cabeça”.

Problema 1

Meu avó nasceu em 1872 e faleceu em 1965. Quantos anos viveu ?
Por que pegar lápis e papel para fazer a conta? Use a técnica da translação, assim: a diferença entre 1965 e 1872 é a mesma que entre 1963 e 1870. Ora, de 1870 a 1900 são 30 anos; a estes somo os 63 que vão de 1900 a 1963.
Meu avô viveu 93 anos.
Posso também raciocinar assim:
1965 – 1872 = 165 – 72 = 163 – 70 = 63 + 30 = 93.
Outro modo: de 1965 a 1972 (quando meu avô completaria 100 anos
de idade) são 7 anos. Então ele viveu 100 – 7 = 93 anos.
Podíamos também ter transladado para a frente, assim (mas tudo de cabeça):
(1965 + 8) – (1872 + 8) = 1973 – 1880 = 20 + 73 = 93.
Outro modo: de 1872 a 1962 são 90 anos (pois só faltam mais 10 para chegar a 100 anos em 1972); aos 90 acrescento 3 para chegar a 1965, obtendo os 93 anos.

Problema 2

Em 1942 meu avô completou 70 anos. Em que ano ele nasceu?
Somo 30 a 1942 e obtenho 1972, quando meu avô completaria 100 anos; logo, ele nasceu em 1872, ou seja, 100 anos antes.
Outro modo: se o ano fosse 1940, eu voltaria 40 anos ao ano de 1900, do qual volto mais 30 e chego a 1870; agora somo os 2 anos que tirei no início e chego ao ano do nascimento de meu avô: 1872.
Alguns desses problemas de calcular a idade de uma pessoa são muito fáceis de resolver, quando os anos de nascimento e morte têm formas bem 
particulares. Veja, por exemplo, o caso de Nicolau Copérnico, que nasceu em 1473 e faleceu em 1543. Aqui é fácil ver que faltam 30 anos para se chegar a 1573, quando Copérnico completaria 100 anos; logo, ele viveu 70 anos, 100 – 30.

Problema 3

Outro dia encontrei-me com um senhor que foi muito amigo de meu pai. Eu lhe perguntei a idade e ele me disse: estou com 83 anos. Em que ano ele nasceu?
Vejamos: como estamos em 2005, tenho de subtrair 83 de 2005. Pela técnica de translação, basta subtrair 80 de 2002, o que é fácil fazer de cabeça.
O resultado é 1922, ano do nascimento desse amigo de meu pai.
Outro modo: somo 7 a 2005 e vou para 2012, quando ele terá 90 anos; mais 10 e chego a 2022, quando ele terá 100 anos; volto 100 anos a 1922, que é quando ele nasceu.

Problema 4

Lúcia tinha 10 anos em 1917. Qual era sua idade em 1998?
Se em 1917 Lúcia tinha 10 anos, em 1910 ela estava com 3 anos. De 1910 a 1995 são mais 85 anos; portanto, em 1995 ela estava com 85 anos de idade, logo 88 anos em 1998.
De tanto resolver problemas corno esses, o aluno vai, por si mesmo, inventando maneiras próprias de fazer as contas.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: